Quarta, 22 de setembro de 2021
11961087400
Saúde

17/01/2021 às 17h45 - atualizada em 17/01/2021 às 17h52

372

INÁCIO TEIXEIRA

Poções / BA

A enfermeira Monica Calazans de 54 anos recebe a primeira dose da Vacina CORONAVAC em Sao Paulo
Brigas a parte, e a ciência vence a estupidez politica.
A enfermeira Monica Calazans de 54 anos recebe a primeira dose da Vacina CORONAVAC em Sao Paulo
João Dória observa a aplicação da Coronavac em Monica calazans. Foto: Rodrigo Rodrigues/G1

São Paulo sai na frente e aplica a primeira dose da coronavac, vacina contra  o coronavírus, deixando o plano nacional coordenado por por autoridades federais, que resistiram até os últimos minutos por implicância política para o fim da fila. 


Aprovada por unanimidade na manhã de hoje pela ANVISA-Agencia Nacional de Vigilância Sanitária,  A vacina em parceria com o famoso e respeitado Instituto Butantan de São Paulo venceu o preconceito e as FAKE NEWS da turma do ódio e foi aplicada pela primeira vez no Brasil nos braços de uma profissional de saúde, a enfermeira Mônica Calazans de 54 anos, moradora de Itaquera Zona Lesta de São Paulo. Aplicada pela enfermeira Jéssica Pires de Camargo, de 30 anos, uma mestra em saúde coletiva pela santa Casa de Misericórdia de São Paulo.


A briga entre  Doria e Bolsonaro virou MEME pelo mundo a fora e fez com que o Brasil demorasse a tomar uma decisão para imunização da população, salvando assim quem sabe milhares de vidas

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium