Quarta, 28 de julho de 2021
11961087400
Política

19/05/2021 às 13h34 - atualizada em 19/05/2021 às 15h40

275

INÁCIO TEIXEIRA

Poções / BA

Operação da Polícia Federal faz busca em escritórios e residência do ministro Ricardo Sales
O Ministro Ricardo Sales e o Presidente do IBAMA Eduardo Bim são suspeitos de corrupção no Governo Bolsonaro
Operação da Polícia Federal faz busca em escritórios e residência do ministro Ricardo Sales
Ricardo Sales e Eduardo Bim

A Policia Federal faz busca e apreensão em casas e escritórios do Ministro Ricardo Sales do meio ambiente e do presidente do IBAMA Eduardo Furtado Bim acusados de corrupção e facilitação de contrabando de madeira para os Estados Unidos e Europa.


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ficou insustentável depois que virou alvo da operação da Polícia Federal (nesta Quarta feira 19de maio) que investiga a exportação ilegal de madeira para Estados Unidos e Europa.



 Duas carretas com cerca de 100 toneladas de madeira com documentação falsa foram apreendidas pela PRF em Jequié


  Com a operação AKUANDUBA iniciada em janeiro, quando a polícia federal recebeu informações de autoridades estrangeiras que denunciaram servidores públicos brasileiros no  processo de exportação de madeira.  Sem mencionar a questão interna onde diariamente cargas de madeira são apreendidas nas estradas brasileiras sem guias ou com documentos falsos, a exemplo de uma carga apreendida em Jequié, no inicio da semana.


Em abril deste ano, o então superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Saraiva, enviou ao STF uma notícia-crime – instrumento usado para alertar uma autoridade da ocorrência de um ilícito – contra Salles e o senador Telmário Mota (Pros-RR).


No documento, o delegado aponta a possibilidade de ocorrência dos crimes de advocacia administrativa, organização criminosa e o crime de "obstar ou dificultar a ação fiscalizadora do Poder Público no trato de questões ambientais."


A imoralidade pública está sendo mostrada e fica insustentável o bordão de anticorrupção pregada pelos apoiadores do governo Bolsonaro.   

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium